2017

Dormindo no quarto dele! #Muriaos6

21:02

Em 2014 tentamos pela primeira vez fazer o Muri dormir no quarto dele, comprei uma cama nova, com escorregador e tudo. Ainda morávamos no apartamento antigo, bem menor, o quarto do Muri era do lado do nosso e mesmo assim ele não ficou.

Acredito que tenha sido um pouco culpa minha também, eu precisava esta segura para essa mudança dele, mesmo que o quarto dele sendo colado no meu, eu levantava mil vezes a noite e não conseguia dormir. No ano seguinte mudamos para o apartamento que estamos hoje, BEM MAIOR, aqui temos três quartos só que do outro lado, um pouco longe do nosso quarto. 

Quando mudamos eu decidi que um dos quartos seria brinquedoteca, um do Muri e um de visitas (que está mais para bagunça isso sim!rs). Bom, em Janeiro fez 2 anos que mudamos para esse apartamento novo, e desde que mudamos o Muri dorme no nosso quarto, uns dias na nossa cama, e eu até cheguei a trazer o colchão da cama dele para o nosso quarto, pra dar uma ajudada. Porque cama compartilhada é uma delicia, não posso negar, mas com uma criança de quase 1,10 é meio difícil, muitos chutes e a cama ia ficando cada vez menor. 

Então colocamos o colchão dele do lado da nossa cama, como postei no Facebook e Instagram. Eles crescem muito rápido e eu quero aproveitar cada minuto que tiver com o Muri criança, e enquanto ele quer permanecer grudado na gente seja lá como for. 


Claro que o nosso quarto vivia bagunçado todos os dias, podia tentar organizar ele todos os dias, sem chance. Nunca forcei o Muri a sair do nosso quarto, em uma visita a psicologa da escola, ela até me irritou um pouco. 

Disse por ele dormir no nosso quarto podia estar se tornando uma criança insegura a cada dia, e que a culpa maior disso tudo era minha, porque ele não conseguia dormir no quarto dele, porque eu estava passando essa insegurança pra ele. Nem preciso falar que nunca mais voltei lá né?

Mas claro que me senti culpada, então comprei uma câmera, tipo "babá eletrônica" para tentar novamente fazer ele dormir no quarto dele. Paguei bem carinho na câmera, que foi parada uns 8 meses, só usei 1 dia no ano passado rs.

Mas super recomendo, ela é super legal e funciona muito bem. Não falo que substitui a babá eletrônica, porque impossível deixar o aplicativo conectado no celular a noite toda, haja bateria, coisa que iphone não ajuda.

E depois de 2 anos no apartamento novo, em um domingo que o Muri arrancou um dente com a Nerf, e que viajamos mais de 12 horas para voltar do Paraná, um final de semana muito doido, de uma das viagens mais cansativas que tivemos. Muri chegou em casa decidido que queria dormir no quarto dele. 

Assim mesmo do nada, sem nenhuma explicação, ele só fez algumas exigências, ele não queria mais dormir na cama com escorregador, e ele queria o vídeo-game para ver Netflix e uma televisão no seu quarto. Desejos atendidos, já tinha tudo isso no quarto dele, rs, atrás luminária nova compramos. 

Confesso que não acreditei muito nessa ideia dele não, fiquei com um pé atrás, mas fizemos uma mudança assim que chegamos as 21h de um domingo. Mudamos tudo e preparamos direitinho, avisei da câmera e que quando ele chamasse iríamos ouvir. E deixamos a luz do corredor acessa para ele conseguir vim no nosso quarto, caso acordasse de madrugada. 


Claro que na primeiro noite, umas 5h da manhã ele veio para nossa cama, também foi só na primeira noite. Já faz 2 semanas que todos os dias ele dorme lá. Cada noite um fica com ele no quarto até ele pegar no sono. 

Fizemos uma rotina da noite para ajudar ele, ele chega da escola faz lição, brinca, janta, toma banho e logo em seguida vai para o quarto dele, escolhe um filme que assistimos juntos e pega no sono. Ah, na quarta-feira foi a missa de sétimo dia do meu avô que faleceu e lá na igreja, ele comprou um livrinho, muito legal da turma da mônica, que explica sobre a bíblia de uma forma muito fácil para eles, e comprou uma imagem pequena de Nossa Senhora Aparecida, que ta ali na foto, na cabeceira da cama dele!


E quantas vezes eu ouvi que estava acabando com meu relacionamento, com a minha família, que filho dormir no mesmo quarto só atrapalha, que eu ia sofrer para tirar o Muri do nosso quarto, que o Rapha estava me traindo. Gente ouvi tanto absurdo, que nem da para falar aqui, chegava uma hora que eu até mentia que ele j´´a dormia sozinho, porque já tava cansada de explicar, que não mudava NADA ele dormir no meu quarto. 

E que quando ele se sentisse seguro iria para o quarto dele, Eu sabia que esse dia ia chegar. E a separação maior está sendo pra mim e para o Rapha, no sábado mesmo pedimos para ele dormir com a gente, saudade mesmo, mas no domingo ele já dormiu no quarto dele. 

E enfim, com 6 anos e 5 meses ele dorme oficialmente no quarto dele, sem choro, sem briga, sem trauma, de livre e espontânea vontade dele. E como na última foto vocês podem ver, agora somos nós (eu, Rapha, Alice e Hommer) que queremos compartilhar cama com ele! 

Uma dica?  Faça do seu jeito, você é mãe, você é pai e sabe mais do que ninguém no mundo o que é melhor para o seu filho! Por mais palpites e que o vizinho faça tudo perfeito, as vezes, fugir um pouco das regras nos faz mais feliz e amados! Que graça teríamos se fossemos iguais?

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada pela visita!