Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Seis anos se passaram.

Confesso que demorou, mas eu aprendi com você que planejar dias perfeitos é a maior perda de tempo. A gente acorda, sorri, e a felicidade chega. Não precisa de jantar, de roupa nova, de discurso pronto. Só nós é que precisamos estar prontos.
Logo eu, que nunca me contentei com nada, aprendi com você que a vida é tão pouco. E que precisamos de tão pouco se tivermos o que interessa. E agora troco os jantares sofisticados no dia dos namorados pela pizza que pedimos e comemos no nosso tapete.

Quem nos acompanha a mais tempo no blog, sabe um pouco sobre a nossa história, as vezes eu olho pra nós e parece que nos conhecemos de vidas passadas, as vezes penso que é tão pouco tempo ainda. Mas como a vida nos ensina né? Como aprendemos com um relacionamento, o quanto crescemos, o quanto amadurecemos juntos, o quanto choramos, brigamos, e quantas vezes pensamos em terminar. Quantas vezes pensamos que não dava mais que era o fim dessa história. 

Sim, existem aqueles dias que você não quer ver e nem …

Nossa porcentagem de culpa nas birras

É muito difícil vim aqui escrever sobre meus erros, mas nem só de acerto vive uma mãe. O meu maior medo de expor meus erros aqui são os julgamentos, as pessoas esquecem que por trás de todos os textos carinhosos, as exposições de amor e etc, existe uma pessoa que erra muito!

Hoje eu criei coragem e vim desabafar com vocês algo que já vem me incomodando a muito tempo, a uns dias eu até fiz uma publicação no instagram sobre isso. A minha parte de culpa nos dias de birras, de manhas, de choro sem fim do Muri. Antes mesmo de começar eu já fico com vontade de chorar, de voltar no tempo e corrigir todos os meus erros, poder me desculpar mais um milhão de vezes com ele, pelo o que fiz ou falei. 

A principal parte da minha culpa nisso tudo foi o meu cansaço, sim eu andava muito cansada final de ano, faculdade, trabalho, casa, cachorro, namorado, filho, família e etc. Sabe aqueles dias que você só precisa ficar sozinha? Sumir, se desligar do mundo? Chorar sozinha? 


É na maternidade as coisas não …