2015

4 anos depois do susto!

08:00

E quando a gente para e olha para trás já se passaram 4 anos, que naquele dia em que eu descobri que estava grávida, parecia que iria durar décadas, séculos para passar tudo aquilo. Como contei no nosso instagram e facebook, o mês de Junho é muito especial, por diversos motivos e um deles é a descoberta da gravidez do Muri, em Junho de 2010. Sim eu já estava com 3 meses quase, não eu não pensei que nada pudesse estar errado, eu estava totalmente desligada, eu e o Rapha saíamos muito, tipo de segunda a segunda sabe? Descobri porque comecei a passar mal, porque senão, teria nascido e eu nem ia saber, rs. 

Hoje lembrando daquele dia, daquele momento, meu coração ainda para do mesmo jeito, e na minha cabeça vem a imagem da menina que eu era, com 17 anos totalmente perdida, em um namoro recente 3 meses, querendo morrer por ver aquele positivo na minha frente. Sim, eu não queria ter aquele bebê, não vou mentir. Lembro de fazer o primeiro teste no meu quarto sozinha, e guardar na mochila para jogar fora no outro dia em qualquer lixeira na rua. Com 17 anos você acha que já é uma adulta e sabe tudo, naquele dia eu descobri que não, que eu ainda era uma criança, uma menina, uma adolescente cheia de medos e quantos medos viu? Eu até cheguei a pensar que minha mãe me colocaria para fora de casa, ela nunca faria isso. Jamais! Minha mãe sempre me apoiou e foi minha melhor amiga em tudo, porém, naquele momento eu fiquei com medo de contar pra ela e enrolei mais um mês para ter coragem e claro que ela brigou, mas me apoiou MUITO também e até hoje é tudo para mim. 

Lembro também do meu sonho, cursar direito depois da escola, eu engravidei no segundo ano do ensino médio, terminei a escola grávida e o terceiro ano fiz com o Muri bebê com a ajuda de nossos familiares. Mas abri mão da faculdade, do curso que eu sonhava, porque iria me ocupar muito tempo, teria que estudar muito para passar na faculdade que eu queria, e o custo também não cabia no nosso orçamento, um dos meus planos que ficou para depois, o qual eu ainda não fiz, e planejo fazer quando o Muri for maior. 
Quando terminei a escola eu tentei fazer uma faculdade a distância, mas não me adaptei, então desisti, fiquei para mais 3 anos só com o Muri, nesse tempo, mudamos para nossa casa, comecei a fazer mais tarefas em casa. E também ficava com o Muri meio período e ele ia meio período para escola. Esse ano eu resolvi voltar a estudar e estou cursando um tecnólogo de 2 anos de Gestão Financeira, a área que eu trabalho e quero me especializar para fazer o melhor. 

A rotina é muito pesada, moramos sozinhos, eu tenho que fazer comida a maioria dos dias e acabo indo dormir lá pela 1h30 da manhã, quando não tenho prova, quando tenho prova e trabalhos as vezes viro noites estudando. O Muri agora está no período integral e tenho que deixar ele na escola as 8h, esse semestre eu tive aula aos sábados espero não ter no próximo para descansar mais, deixo ele na escola e vou trabalhar e chego em casa por volta das 18h.  

Ai depois desses 4 anos eu parei para pensar, como os medos que eu tive naquele dia foram bobos sabe?  Tive medo de não saber ser mãe, de não poder cuidar dele, de não ter base, principalmente o Rapha, nossa, até os nossos amigos perceberam o quanto nos amadurecemos o nosso relacionamento, algo que me acalma sabe?  Que deixa o coração tranquilo para fazer planos? Em 2010 tanto ele quanto eu, tinha medo de fazer planos, não sabíamos se iríamos aguentar o tranco de ser pais, em um relacionamento tão cedo. 
Quebramos tanto a cara, muito mesmo, nos separamos duas vezes, não passou de um dia os dois, mas brigávamos muito, muito mesmo, já chegamos a pensar que não tinhamos mais que ficar juntos. 
Mas sempre tentamos de novo, sempre conversamos e colocamos o que estava ruim para cada um e mudamos. Hoje nosso relacionamento está na melhor fase, conversamos sobre tudo, somos mais amigos e também somos namorados, mas sabemos dividir sabe? Ele tem o tempo dele e eu o meu, ninguém surta por nada. 

Eu? Eu me vejo totalmente outra pessoa, mais certa de tudo o que eu quero, de que tudo tem seu tempo, com menos presa e mais vontade e mais perfeição, prefiro demorar e fazer algo bem feito, do que ter tudo ao mesmo tempo como tinha naquela época e me perder e acabar não terminando nada.  
Eu ainda tenho medos muitos, mas medos totalmente diferentes, medo de ficar sem meu filho, de não ter mais saúde para cuidar dele e de realizar tudo que está por vir na minha vida.  
Ando caminhando com mais calma e mais precisão. 


You Might Also Like

1 comentários

  1. Acompanho sempre sua página no face,me identifico bastante pela sua história sou mãe aos 17 anos, engravidei aos 3 meses de namoro,tenho minha pequena Mayla Beatriz de 9 meses, cursando enfermagem 2 ° semestre ,tudo indo bem graças a Deus,e desejo toda a Felicidade do Mundo para sua Família ,que o pequeno Muri cresça com muita saúde!
    Adoro seu Blog, Parabéns! ♡

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!