2015

Mamãe na Faculdade: Uma conversa eu e ele!

09:00

1 mês de faculdade, descrevi um pouco para vocês de como foi dolorido esse começo para mim, no facebook e no nosso instagram. Aparentemente o Muri estava aceitando super bem (eu achava), uma leitora me deu uma dica de conversar com ele sobre a faculdade, explicar o porque eu estava indo estudar e tudo mais. 

E eu queria contar para vocês a verdade, esse texto era para estar no blog semana passada no dia em que fomos no Kidzania (vou falar mais sobre o porque o que achamos em outro texto), mas naquele dia eu ouvi uma coisa do Muri que olha cortou o meu coração, quando estavámos no carro ele começou a chorar e eu perguntei porque, ele disse: ¨Eu não queria que você fosse para a faculdade¨ imagina? Você na marginal dirigindo, e ele me fala isso, meu coração despedaçou gente, comecei a chorar também e nem continuei a conversa, pegamos um trânsito daqueles, ele dormiu, cheguei em casa por volta das 20h não dava mais tempo de ir para a faculdade, então fiquei com ele, o Rapha foi jogar bola e ficamos só nós dois. 



 Brincamos, pintamos, assistimos filme, jantamos e depois de tudo isso, eu fiz uma nova tentativa de conversar com ele sobre a faculdade. Afinal, no carro ele já tinha exposto o seu sentimento de uma forma que me esclareceu muito coisa. 
Então comecei com: ¨Mu, você sabe porque a mamãe vai para a faculdade?¨
¨Porque você tem que pagar a viagem para a disney, porque você tem que trabalhar! Eu amo ficar com as vovós, mas eu fico com saudade de vocês!¨ (vocês porque o Rapha também faz faculdade). 
Bom um ótimo sinal, pelo menos ele estava amando ficar com as vovós, rs. Aliviou meu coração, muito. 
¨Muri, além de ir para a faculdade para pagar a nossa viagem para Disney, a mamãe vai porque precisa estudar igual você, porque todo mundo precisa estudar sabia? Você está na aula para ser um garoto bem inteligente e construir coisas ótimas para você, como a mamãe quer fazer por nós, mamãe e papai trabalham pra gente ter muitas coisas boas, ter conforto, dinheiro, mas a gente também sai todo final de semana lembra? Lembra que a mamãe sempre comemora quando é sexta-feira?  Porque sábado e domingo a mamãe e o papai fazem muitas coisas legais com você!¨
Ele pensou, olhou pra mim e falou: ¨Eu sei, a vovó Robellya me explicou tudo isso. Mas eu fico com saudade.¨
Gente eu juro, tenho certeza, que ele sabia que meu coração está ficando com ele a casa ¨eu fico com saudade¨ que ele falava! E resolvi parar por ai. 
E o que eu senti?  Que ele entende, não como um adulto, mas entende, só não quer aceitar sabe?  Pra ele a saudade conta mais, ter a gente por perto conta mais, e juro que agora eu estou fazendo de tudo para ficar mais com ele, já até pensei em tirar ele do período integral, só que no trabalho também estão acontecendo muitas coisas e não teria tempo de ficar com ele de manhã. 
Mas como eu disse no instagram esses dias, ou arrumamos uma solução, ou uma desculpa, solução? Solução foi a seguinte, os dois que ele fica com a mãe do Rapha que vamos buscar ele, eu e o Rapha entramos mais tarde no trabalho e ele na escola, não tãããão tarde, por exemplo, ele entra na escola as 8h, geralmente nesses dias estou saindo de casa umas 8h30 por ai assim ele entra na escola as 9h e nós aproveitamos 1 hora de brincadeiras, de preguiça, de risadas e conversas. Nos dias que ele vem ficar aqui com avó paterna, nós também ficamos com ele mais 1h chegamos em casa umas 17h30 e ele vai para a casa da mãe do Rapha umas 18h30, por ai, assim temos mais 1h na semana para ficar com ele. Fez diferença? Fez muita diferença, o Muri está amando ficar com a gente mais tempo, até sorrir voltou. 

Bom o que eu percebi que piorou com a minha ida para a faculdade? Muri perdeu peso, e percebi que ele anda mais grude e carinhoso com o pai, abraça beija, dorme colado nele, afinal, ele vê menos o Rapha do que eu, já que o Rapha não trabalha perto da escola dele, eu quando morro de saudade corro na escola ver ele também. 
Na quinta-feira fui buscar ele na escola, e a professora havia dito para ele que eu deveria olhar a gente, gente, quando fui olhar a agenda tinha o aniversário de um amiguinho no outro dia e um passeio que ele quase perdeu a chance de ir, me senti a pior mãe do mundo de novo, pelo amor de Deus, preciso me multiplicar, eu não consigo, chegar em casa meia noite, arrumar casa, lavar louça, colocar roupa para lavar e tirar da máquina, fazer lancheira e ainda lembrar da agenda. Graças a Deus deu tempo de resolver tudo, mandei o dinheiro do passeio, a vovó comprou presente para o amiguinho e agora todos os dias no trânsito eu olho a agenda dele, chegando em casa assino antes de tudo e presto MUITA atenção em cada recado! 
Estou tentando, está dificil as coisas estão muito fora do lugar ainda. 

Mas olha são só 2 anos e tudo isso passa, vai passar muito rápido, enquanto isso eu vou me multiplicando e lembrando ele que eu amo muito ele e que tudo isso é por ele também, que ele vai ser o mais beneficiado de tudo isso. 
Para as meninas que me perguntaram como eu estou conciliando os estudos com ele, estudo quando ele dorme nos finais de semana e ando estudando um pouco de madrugada também nos dias em que ele dorme com a minha mãe, os finais de semana eu aproveito ele ao máximo e estou tentando ser só dele. Sim, estou acabada, de cansaço, mas vale a pena para ter mais tempo para ele, para suprir a minha e a carência dele. 

Quem mais já passou por isso?  Me ajudem por favor, me digam que uma hora tudo se encaixa, tudo se ajeita e vamos viver maravilhosamente bem tipo família de comercial de margarina. #sóquenão #maternidadereal #mamãenafaculdade1mes 

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada pela visita!