2015

Chupeta! Sim? Não? Até quando?

21:37


  • Não tem como não se emocionar com essa imagem! Muitos especialistas afirmam que o movimento de sucção começa ainda dentro do útero. Esse movimento acalma os pequenos em horas de desespero, como aquela cólica chata, o soninho que não chega, as gengivas que coçam... Nessas horas muitos pais escolhem a chupeta, enquanto outros bebês encontram os dedinhos para chupar. Outra forma de sucção é a mãe, encontramos diversos relatos de crianças que ficam no peito não por fome, mas pelo conforto que o ato de sugar traz. Mas e aí, damos ou não a temida chupeta?!

    A vantagem da chupeta é a calma que ela traz, não somente para os bebês, mas para os pais. Porém temos que ter alguns cuidados, a estimulação com a chupeta só deve ocorrer depois do décimo quinto dia de vida, para que o bebê já tenho se acostumado com o ato de sugar o peito, não deixando de mamar para ficar com a chupeta. 

    Outra vantagem apontada por alguns especialistas é a redução da morte súbita de berço, uma síndrome que leva à morte os bebês com até um ano de idade, durante o sono. Segundo os médicos, os bebês que dormem com chupeta não adormecem de maneira tão profunda, dessa forma podem acordar com mais facilidade caso aconteça algo que possa terminar em uma parada respiratória.
    Antes de ir comprando todas as chupetas que o mercado oferece, vamos falar um pouco sobre os problemas que a chupeta pode ocasionar. 
  • Quando o uso da chupeta (e principalmente do dedo) é prolongado pode ocasionar problemas dentais. Essa questão fica séria quando o uso da chupeta continua quando os dentes permanentes começam a nascer. A dica é tirá-la quando o bebê completar um ano de idade (ou perto disso) 
  • A infecção média no ouvido tem relação direta com o uso de chupeta. Acredita-se que o uso aumente a migração de infecções para a Trompa de Eustáquio (a passagem oca que liga o ouvido médio e a garganta). Para evitar esse tipo de problema, limite o uso da chupeta à hora de dormir.
  • Diarreia, vômitos, febre e cólicas também são sintomas ligados ao uso da chupeta. Esterilizá-la e sempre ter uma reserva na bolsa é a opção para diminuir as chances de seu filho ter alguma infecção.
  • A chupeta na boca pode atrasar o desenvolvimento dos sons que os bebês emitem. Se a criança for maior, pode reprimir a linguagem. Para amenizar esses problemas, a dica também é deixar a chupeta apenas para a hora do sono.
  • São muitos prós e contras, e a decisão de dar ou não a chupeta deve ser feita única e exclusivamente pelos pais! São eles que devem decidir se os benefícios valem à pena. Uma dica minha, pessoal, é que se perceber que a criança em seus primeiros dias tem o hábito de chupar o dedo, tente troca-lo pela chupeta, pois no futuro será muito mais fácil tirar a chupeta do que o hábito de dedo. 

    Dicas para tirar a chupeta? Ainda essa semana vamos postar algumas dicas para tirar a chupeta sem traumatizar os pequenos! 

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada pela visita!