Como não enlouquecer com um ataque de manha? Pedido de ajuda. Por: Mãesurtada

16:17

Já escrevi um texto aqui no blog, sobre O pior episódio de manha!, sim aquele continua sendo o pior, mas hoje eu voltei no assunto para falar sobre o controle e uma mãe surtada com essas situações, sim, ta difícil amiga ou amigos que estejam lendo isso. Não é um lugar ou outro, não é um dia ou outro, são todos os dias, todos mesmo, sem tirar um diazinho por semana. 

Dai que quando você está passando por isso, você começa a eliminar as coisas né? Começando por onde você começa:
Será que ele está sendo mimado?
Conversei com a minha mãe, com minha sogra, com todo mundo. E hoje posso dizer que ele é menos mimado, até eu e o Rapha mudamos. Ele tinha muitas coisas que não tinha muita necessidade sabe? Mães vão me entender, sabe quando você está num lugar e a criança não para de chorar porque quer tal coisa, você fica tão doida com a situação que só para ter um pouco de paz , você vai e compra. Sim estávamos fazendo exatamante isso, e paramos, porque ele esperto como é aprendeu que faríamos isso sempre. 
Será que não estou exigindo demais dele? 
Sim o Murillo tinha uma rotina bem difícil, e muito um pouco nessas duas semana, porque o papai mudou o local de trabalho, ou seja, podemos sair mais tarde de casa. Porque a segunda coisa que eu pensei foi, estou exigindo demais dele. Então vamos mudar a nossa rotina, afinal, ele é uma criança.
E mudei radicalmente, não trabalho mais de manhã, e tento deixar ele descansar o máximo possível. 
Ele anda dormindo ateh umas 10h por ia, toma café com calma, toma banho, tudo com calma e sem a correria de antes. 


Algumas coisas mudaram, a maioria não. Ele está com uma mania feia de bater nas pessoas agora, de chorar sem motivo e de ser o dono da razão, se falamos que vamos a algum lugar que ele não quer, ele já começa a gritar que não quer, chorar, ou ao contrário se ele quer alguma coisa da um show também, em shopping, em qualquer lugar que esteja, fui com ele só shopping hoje depois de acho que não sei uns 3 ou 4 meses.  

Fomos buscar minha irmã na concessionária e passamos no shopping, para ela comprar um brinquedo que havia prometido para ele desde o final de semana. Compramos, e não sei se estou errada, mas sei lá, pensou que "mais uma vez venci". Chegamos na empresa e ele simplesmente começou a dar um show, porque o bendito brinquedo veio sem pilha e ele queria a pilha. Eu só precisava fazer uma coisinha e iríamos almoçar. Mas não, ele quis chorar, gritar e dar um show maior ainda, me responder, e tudo mais. Peguei ele e fui para a casa da minha mãe, no limite, do meu limite. 

Da empresaj para a casa da minha mãe são exatamente 2 ou 3 minutos ou menos, o tempo que eu precisava para respirar, dirigir, esvaziar a minha mente e pensar. E agora? Eu já não sei mais o que fazer, não sei mesmo. 

Cheguei na minha mãe, coloquei ele no quarto dela, conversei de novo, pedi pelo amor de Deus, deixei ele pensando por 3 minutos, chorei, de verdade, chorei, chorei porque ele não tem porque fazer ele, porque eu me sacrifico tanto por ele, para não colocar ele numa escola integral, para estar com ele, para dar a ele tudo de melhor e não estou falando de brinquedos ou material, to falando de amor, carinho, atenção de tudo o que ele precisar de mim, ele ter de coração e do amor mais puro. 

E porque recebo em troca isso? Sim, vocês podem não acreditar, mas eu estou falando desse menininho, sorridente, lindo, maravilhoso, o amor da minha vida. 

E vocês acham que ele me ouviu? Não ele não me ouviu, depois que almoçamos ele fez tudo de novo, chorou, gritou, xingou, jogou coisas no tio dele, desobedeceu ordens, e tudo mais. 
Levei ele para escola triste, de uma forma que nunca fui, a pouco dias minha mãe pagou uma excursão para o Parque da Xuxa que ele tanto queria nada barata, e é isso que recebemos em troca? 
Eu to aqui com ele todos os dias, disposta a deixar de trabalhar, de estudar de tudo por ele, porque ele não me devolve mais amor? O que será que falta? E não ainda eu perguntar isso para ele, que ele não vai saber me responder. 

Depois que ele parou de chorar na casa da minha mãe, ele nem sabia porque chorou, imaginem o quanto eu fiquei mais estressada? Ele nem sabia porque estava fazendo tudo aquilo. 

E recorri a minha última opção, a última coisa que pensei, a professora dele. Será que ele estava fazendo tudo isso na escola também? Apesar, de nunca terem me ligado, nem nada. Então que eu tenho a professora dele no Whastapp santa tecnologia, conversei com ela e pasmem. 

ELE NÃO É ASSIM! A professora se surpreendeu tanto gente, que eu acabei ficando com vergonha. E me achando mais mãe de merda ainda. Mas engoli o orgulho, tudo, e sim, eu pedi ajuda para a professora, pedi de verdade, como nunca, porque ta impossível. 

E como é bom ter uma pessoa como a professora né? Que eles idolatram! Hahaha. Ela super me apoiou e disse que vai fazer um trato com ele, se ele não for obediente em casa, vai perder coisas legais na escola. 

Aguardem os próximos capítulos, dessa história. E ainda vamos conversar com o papai de noite, ta difícil, papai na faculdade meu sozinha com ele. Óh céus, me ajudem. 


Por uma mãe surtada❤️

You Might Also Like

1 comentários

  1. É Cá , imagino que deve ser bem difícil !
    O Vitinho tem apenas 1 ano , não fala nada mas bate , grita, chora se a gente tira coisas da mão dele, bate se a gente fala não .. fico super chateada , penso que mimo demais !
    Mas acho que o caso do Muri , é fase ! Minha irmã tem 4 anos, é faz as mesmas coisas , é uma fase chata , que dizem que acaba só com 7 anos kkkkk

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!