2014

Como educar meu filho morando com os avós?

20:57

Estou recebendo muitas mensagens, sobre esse assunto. Como educar meu filho morando com os avós?  Bom, quem me acompanha sabe que eu já morei com a minha sogra 2 anos, desde quando engravidei, até o Muri nascer e quando ele completou 1 ano e 11 meses enfim mudamos para a nossa casa. 


Mas o problema não existe só para quem mora com sogra/mãe, quem mora sozinha também tem o mesmo problema, por aqui é assim quando o Murillo encontra com as avós ele realmente se acha no direito de fazer tudo, começa a fazer uma manha sem fim mesmo. E todos os dias eu venho para a casa da minha mãe de manhã e fico com ele até a hora de ir para escola, quando vou buscar ele já tenho que ir direto para casa, senão, já sabem né?  Ele quer ficar na minha mãe, porque ela FAZ TODAS AS VONTADES DELE, juro todas mesmo. Na semana em que o pai dele foi viajar ficamos uns dias aqui na minha mãe, vocês acreditam que ela fez pipoca para ele 23:30h da noite? Juro por Deus.  

Eu procuro relevar ao máximo tudo isso. Então que a solução do problema para mim foi:  

1 - Conversar com a sogra/mãe , madrinha, todas as pessoas que mimam a criança.  
     Por aqui eu tenho uma relação muito boa com a mãe do Rapha e com a minha mãe também, somos muito amigas, então que expliquei que estava ficando cada dia mais difícil educar o Murillo, e que precisávamos da ajuda delas, que eu entendia o papel delas como avós, mas quando a gente falasse que não era não e pronto. Também pedi para o Rapha conversar com a mãe, já que também não sou a filha dela para ficar falando certas coisas né? 

2 - Conversamos com a criança. 
     O Murillo já tem 3 anos, já entende de tudo, então sentamos e conversamos com ele, explicamos que a casa das vovós é o máximo mesmo que todo mundo mima e tudo mais, mas que ele tinha o papai e a mamãe, e que nós amamos muito ele mesmo, mas nem tudo na vida é do jeito que queremos, e que tudo o que fazemos é por ele e para o bem dele. 

3- Converse com o pai/parceiro 
     Vocês dois precisam seguir a mesma linha de pensamento, quando um disser não o outro tem que apoiar, assim nenhum dos dois perdem a autoridade. Por diversas vezes, eu fui contrariada pelo pai do Muri e as vezes ele até já corria direto para ele pedir algo, hoje que estamos mais "afinados" ele sabe que não vai conseguir alguém para ceder as suas manhas. 


As coisas nunca mudam de um dia para o outro e sempre devemos tomar cuidado para não magoar a pessoa que gostamos, eu tomo sempre cuidado com isso. Educar uma criança não é fácil, e ninguém disse que seria. Mas temos que ser firmes e não voltar atrás nas decisões. 

Claro que avós são pais com açúcar, vai falar que você não foi mimado pelos seus avós?  Eu fui e muito e até entendo a minha mãe, como ela também me entende, quando converso e explico que preciso da ajuda dela e de todo mundo, para educar o Murillo! 

fonte: Google
  Por ai meninas, vocês já passaram por alguma situação envolvendo os avós? 

You Might Also Like

1 comentários

  1. hahahaha... conversar com a vó não adianta...
    Ela pode ate maneirar nos primeiros dias, mas depois volta tudo rs...
    O jeito é conversar com as crianças mesmo!
    Davi tem 2 por perto, imagina!
    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!