Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Sou Jovem Mãe - Jackeline Moreira

Morava em São Paulo, e estava no segundo ano do ensino médio, quando conheci o Renan, meu marido.Ele estudava na mesma sala em que eu. Ficamos muito amigos, e com o passar do tempo, nos apaixonamos. Estávamos nas nuvens, muito apaixonados, com muitos sonhos pela frente. Iniciamos o namoro em novembro de 2011.


No final de 2012, minha mãe resolveu mudar-se para o interior, e isso incluía toda minha família, e eu também. Então, como estava bem perto de fazer 18 anos, tive a ideia dele vir conosco na viagem, e depois de um tempo que estivéssemos aqui, nos casaríamos. E ele aceitou. Viemos para Presidente Prudente. Chegamos em Dez/2012. E nos casamos em Jun/2013. 

Desde muito antes de conhecer o Renan, meu sonho era ser mãe. E depois que nos casamos, eu conversei muito com ele pra que a gente planejasse o nosso bebê. Mas ele não aceitava, dizia que eramos novos, e todos da minha família também diziam. Mas o desejo de ser mãe aflorava em mim a cada dia. Uma certa noite antes de dormir, conver…

Livro de Recordação Online - Babylife.me

Desde que o Murillo nasceu estava querendo fazer um Livro de Recordação para ele, mas não tinha tempo de revelar as fotos, ir até uma loja comprar o livro e ficar escrevendo a mão (o que ninguém faz mais, certeza!hahahaha) e a preguiça não conta né?  

Então o pessoal da Babylife.me entrou em contato comigo e me apresentou o projeto novo deles, que acabou de ser lançado, um Livro de Recordação Online. Genial né meninas?  Você faz um diário para o seu filho que fica como um blog e também pode fazer o Livro de Recordação, só precisa se cadastrar com o Facebook e para que as fotos do seu Instagram vá direto para o diário é colocar a #babylifeme ao postar a foto. 

O que eu mais gostei no Livro é que ele vem com várias dicas para escrever sobre o bebê, vários modelos com cores vivas e lindas, lá tem como contar a história do papai e da mamãe antes de engravidar, quais os nomes pensou para o bebê, as primeiras fotos do bebê, fotos da gravidez, até o primeiro ano de vida tem como registrar todo…

coisa de gêmeas

se você tem um irmão/irmã gêmeo/gêmea, com certeza, você vai se identificar com esse texto. aqui eu vou contar as coisas de irmãs gêmeas, as histórias minha e da minha irmã. nesses vinte e um anos de " vocês são gêmeas?"    - não, não minha mãe tirou xerox mesmo! :)    (sempre rola uma sorrisinho no final! e nunca responde uma pessoa assim, não foi essa educação que recebemos!) 
enfim, ter filhas gêmeas para a minha mãe, significava o seguinte:  quase explodir com duas menininhas na sua barriga e ter que fazer uma cesariana com sete meses, porque não conseguia nem levantar da cama mais.  ter uma filha gulosa que, me deixou com quase nada de peso, e quando nasci fiquei três meses internada. (valeu irmã, tamo junto!)  sentir a dor de uma mãe de levar só uma das filhas para casa.  e a felicidade maior do mundo e me tornar a preferida, porque fui guerreira desde quando nasci, ao me levar para casa.  "vou vesti-las igual até o dia que elas saírem de dentro da minha casa e não trab…

eu já tenho 21! e agora?

tava lembrando das coisas que eu planejava com as minhas amigas na escola, hoje, e percebi que as vezes me esqueço mais eu já tenho 21 e era para elas estarem acontecendo agora, se tudo fosse como a gente queria né? 

a gente sempre planejou de fazer faculdade na mesma instituição, iríamos morar todas juntas, cada uma teria seu carro e também teríamos um trabalho bem legal, sairíamos sempre juntas e amizade só cresceria.

bom até que um dia umas das minhas amigas foi morar em outra cidade, minha mãe ficou doente e a gente foi se afastando aos poucos, uma amiga minha também já tem um filho (o qual a "amiga boa" aqui ainda não foi conhecer :( ), as outras estão ótimas também e sempre acompanho as conquistas e o dia a dia delas, pelo o bom e velho facebook.  

eu também desejava estar terminando minha faculdade de direito agora, estar trabalhando com a minha mãe e comprar meu carro, sair com as minhas amigas e fazer umas viagens aos finais de semana ou até nas férias da facul. 
eu te…

Sou Jovem Mãe - Janaina Maia

A história de hoje é da Janaina Maia, ela que tomou uma decisão tão importante, nova, achando que tudo poderia ser como ela imaginasse. Uma guerreira! 


Eu tinha uma vida normal de criança,  morava com minha mãe,  brincava na rua como qualquer criança até minha mãe descobrir que tinha câncer no útero e uma complicação na cirurgia acabou gerando uma trombose na perna, ai minha vida já começou a mudar, aos meus 9 anos minha mãe já começou a me preparar pra vida que eu teria sem ela, acho que ela sabia que iria morrer. E foi o que aconteceu, no dia 05/05/2004 ela morreu eu estava perto de fazer 11 anos, foi péssimo, mas isso todo mundo sabe como é. Depois disso não lembro bem o porque, mas eu não quis morar com meu pai, eu amo ele era apegada a ele mas não quis. Então fiquei morando com uma tia que me travava muito bem e depois mudei pra outra tia que não deu muito certo, depois de umas brigas ela me mandou embora da casa dela, então fui morar com minha vó materna e meu irmão,  me dava bem…

mudanças não precisam ser drásticas para significar alguma coisa #nãoseapeganão

não, eu não mudei de um dia para o outro. eu não sou assim como vocês estão lendo hoje, desde ontem. quer ver como não? é só ler as primeira postagens do blog. eu tava quase caindo na fantasia de que a vida era um conto de fadas, quase, que tudo o que a sociedade esperava eu tinha que fazer. 

quantas noites eu não chorei, sem parar, só por não dar conta de tudo o que tinha para fazer no dia, porque eu não era a mãe perfeita que estava ali para o bebê 24 horas por dia, porque eu não tinha feito um parto natural ou normal, por não ser mamãe fitness, porque desejar o colo da minha mãe todos os dias, por querer se rica e terminar a escola no outro dia e se formar na faculdade no dia seguinte. 

nada na nossa vida acontece assim de um dia para o outro. e eu tive que aprender isso, que eu poderia mudar aos poucos, que eu tinha que mudar sim, um tiquinho por dia. 

hoje, hoje eu não vou brigar com o raphael porque ele não quis me acordar com um beijo. (isso nunca aconteceu, e pode esquecer que co…

Como educar meu filho morando com os avós?

Estou recebendo muitas mensagens, sobre esse assunto. Como educar meu filho morando com os avós?  Bom, quem me acompanha sabe que eu já morei com a minha sogra 2 anos, desde quando engravidei, até o Muri nascer e quando ele completou 1 ano e 11 meses enfim mudamos para a nossa casa. 

Mas o problema não existe só para quem mora com sogra/mãe, quem mora sozinha também tem o mesmo problema, por aqui é assim quando o Murillo encontra com as avós ele realmente se acha no direito de fazer tudo, começa a fazer uma manha sem fim mesmo. E todos os dias eu venho para a casa da minha mãe de manhã e fico com ele até a hora de ir para escola, quando vou buscar ele já tenho que ir direto para casa, senão, já sabem né?  Ele quer ficar na minha mãe, porque ela FAZ TODAS AS VONTADES DELE, juro todas mesmo. Na semana em que o pai dele foi viajar ficamos uns dias aqui na minha mãe, vocês acreditam que ela fez pipoca para ele 23:30h da noite? Juro por Deus.  
Eu procuro relevar ao máximo tudo isso. Então q…

SOMOS PAIS!

Porque existe diferença entre papel de pai x papel de mãe? Eu tava questionando isso com o pai do Murillo esses dias, não existe diferença alguma.

Mas porque eu vou designar tais tarefas a ele e milhões a mim? Mesmo se eu não trabalhasse fora, somos uma equipe, somos iguais, somos pais juntos! Sem diferença. 

Papel de pai x papel de mãe  = Papel de pais. 

• Trocar 
• Dar banho 
• Dar mamadeira
• Dar banho
• Levar/buscar na escola
• Brincar
• Educar 

Entre todas as outras coisas que uma crianças exige de seus PAIS! Não existe sobre carga se houver união, não existe mesmo. No começo eu confesso, que eu sofri MUITO sendo o papel de mãe que a sociedade exigia, porém, hoje depois que mudamos para o nosso apartamento tudo mudou, somos todos felizes e descansados. 
Se eu ele não dorme uma noite ou duas, nos revezamos, se o meu namorado quer um tempo para ele para jogar bola com os amigos, eu quero um dia para sair e jantar com as minhas amigas dar risadas, jogar conversa fora.  

E desconstruindo esse ma…