CIRURGIA DE REDUÇÃO X SILICONE – ATRAPALHA OU NÃO ATRAPALHA NA AMAMENTAÇÃO?

21:57

Há 2 anos atrás fiz uma cirurgia de redução e levantamento dos seios por não gostar de como meus seios eram, e o médico me informou que eu poderia não conseguir amamentar quando fosse ter um filho por algumas de minhas glândulas mamárias estarem se transformando em gordura, até ai tudo bem, não esquentei muito a cabeça.
  Quando engravidei, depois de um tempo meus seios começaram a sair o famoso Colostro, o primeiro leite que o peito produz e o mais nutritivo para os primeiros 3 dias do bebe, é claro, fiquei toda feliz e esperançosa de que teria leite para dar a minha pequena.
  E assim foi, depois do quarto dia, meu leite começou a descer e pensei, “ Nossa, obrigada meu Deus, e eu que achava que não amamentaria, hoje estou aqui, sentada, vendo minha neném mamar meus peitos“. Eu dava o peito para a Cristal sempre que ela pedia, sem aquela coisa de dar de 3 em 3 horas, estava sem rotina nenhuma, como ela nasceu pequenina e com 2,670kg e saiu do hospital com 2,430kg, precisava engordar. Os dias iam passando e via minha pequenina do mesmo modo, tão magrinha, olha os bebes de amigas minhas que tiveram no mesmo tempo que eu e pensava, “ será que ela esta engordando? “ , mas continuei com meu método de dar apenas o leite materno.
  Mas é aquela coisa, os dias vão passando, os bebes vão crescendo e precisando cada vez de mais leite, por isso dos choros excessivos da minha pequena que eu comentei no post do NAN, era apenas fome, fome de querer mais leitinho e meu peito não lhe proporcionar a sustância que ela queria. Foi ai que fui obrigada a introduzir o NAN pra suprir essa fome e o emagrecimento dela quando fomos pesa-la a primeira vez na pedriatra.
  Confesso pra vocês, fiquei frustada por meus seios não produzirem muito leite, chorei, fiquei chateada, e tudo mais. Querendo ou não, nós mamães de primeira viagem imaginamos nossa amamentação perfeita, aonde nosso leite é suficiente para suprir a fome de nosso filho, toda mãe deseja isso né?!
  Só que vou falar pra vocês, cada mãe é de um jeito, cada corpo e cada filho são de um jeito, não espere que você vá ter a mesma quantidade de leite que sua amiga teve ou que seu filho será igual ao filho de sua amiga. Temos que nos adaptar ao que é melhor para nós e nosso filho, se você tiver leite sobrando, UAU QUE ÓTIMO, mas se caso não tiver, não podemos deixar nosso filho passar fome só porque queremos dar apenas o peito né?! O NAN não é nenhum bicho de sete cabeças igual muita gente por ai fala, é uma segunda opção para nós mamães que não temos essa demanda adequada de leite.
  Então mamãe, se você for que nem eu, que fez essa cirurgia ou que apenas não tem leite suficiente e esta triste ou desiludida e acha que não vale a pena dar o pouquinho de leite que você tem para o filho,  TIRE ISSO JÁ DA CABEÇA! Mesmo sendo pouco, seu filho pelo menos vai estar tomando o leite materno e consumindo os nutrientes, mesmo que pouco, ÓTIMO para sua imunidade! E não desista, tente de tudo: tome o famoso Chá de Mamãe, faça compressa de água quente nos seios, tome banho quente e deixe a água cair sobre os seios, faça ordenha com as mãos, ou com a bombinha manual e tente até a elétrica se necessário (falando nisso, aluguei uma bombinha elétrica, depois conto pra vocês se deu certo), quanto mais estimularmos o leite a descer, podemos ter até a surpresa dele aumentar um pouco mais! Vale tentar de tudo, porque mesmo se não der certo, nossa consciência estará limpa de que tentamos de tudo!
  E para a mamães que colocaram silicone, afeta a produção de leite?! Olha, de tudo que li e de todas as mamães que ja vi que colocaram, em nenhum dos casos isso afetou a produção de leite viu, então em MINHA opinião, o silicone não atrapalha em nada a produção do leite materno.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Muito esclarecedor seu post!
    Também fiz redução de mama e tenho dúvidas de como será minha amamentação no futuro!

    Beijos!

    www.amandomecasar.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!