2013

Minha volta para escola. Dos medos e a dificuldade para terminar o colégio.

14:30

Eu peguei minha licença maternidade antes, 2 meses antes de acabar as aulas e pela lei nós temos 3 meses de licença maternidade. Sabia que quando o Murillo nascesse eu iria ter que voltar com apenas 1 mês para a escola. E para "minha sorte", ele nasceu em 27 de Dezembro de 2010. Fiquei com ele até ele completar 1 mês e quando voltam as minhas aulas, 27 de Janeiro de 2011. 

O primeiro dia de aula foi o pior da minha vida, eu ainda amamentava ele, meu peito duro, quase vazando na blusa na escola, doía muito o que já aumentava a dor de deixar ele em casa, tão novinho! Uma tia do Rapha que cuidava dele para mim. Mas eu não podia deixar passar a oportunidade de não me atrasar na escola, tinha quem cuidasse e que eu confiava muito, e havia conseguido terminar o 2º colegial, era o ÚLTIMO ANO, e antes de ter que voltar, eu pensava: "Vai passar rápido! Eu nem vou ver!"

Na primeira semana eu mais faltei do que fui, não dava para deixar ele casa, mesmo muito novinho era horrível gente! Mas ai eu já comecei a me prejudicar, perdi muita matéria, trabalho e etc. Não tava acompanhando nada, voltei a ir sempre, e ai surgiu a Depressão Pós-Parto, eu já contei aqui sobre isso. Você pode ler mais um pouco Depressão Pós-Parto, eu tive!

Um dos meus maiores medos, era que ele não me reconhecesse como mãe, que sei lá gostasse mais das outras pessoas, que estavam mais presentes com ele sabe? E quase ao mesmo tempo que eu voltei a estudar, eu voltei a trabalhar, eu também precisa ajudar a minha mãe, ela precisava MUITO de mim e minha irmã também, então resolvi voltar. 

Estava ficando cada vez mais triste, cada vez mais estressada, muitas brigas e realmente eu não tinha vontade de fazer nada. Assim fiquei acho que 1 mês em casa, porém, eu tinha uma vantagem minha irmã era da minha sala e me passava tudo, fazia trabalhos em meu nome, se não fosse ela. NOSSA!

Voltei depois de 1 mês em casa, com um TCC para fazer, para entregar quase em cima da hora e eu não tinha nada, com milhões de provas e trabalhos e também tendo que trabalhar a tarde e cuidar do bebê. 
Me organizei, fiz tudo, dividi o meu tempo para dar atenção para todo mundo, me livrei da culpa que só eu podia ficar com o meu filho, e VOLTEI A VIVER!

Conclui o colégio junto com a toda a minha turma que me acompanhou desde a pré-escola alguns, me emocionei muito na apresentação do meu TCC, quando o Murillo me viu no palco e gritou "MAMA" quase não consegui apresentar. Sofrio muito de ficar longe dele por 1 ano. 

Mas Deus é muito bom e escreve certo por linhas tortas, hoje eu fico com o Murillo a manhã toda, ele é grude comigo, fala que me ama, que ta com saudade. E eu não parei no tempo.

Eu resolvi escrever esse relato meninas, para mostrar para vocês que as vezes é melhor a gente "perder" alguns momentos com os bebês para pensar no nosso futuro, porque o nosso futuro também é o deles. 
Sei que para algumas a história é outra é tudo muito mais complicado, mas temos que correr atrás, nada realmente NADA cai do céu a não ser chuva. Ninguém, ninguém mesmo vai nos dar a nossa maior riqueza que é o ESTUDO. 

Eu não aguentei com a faculdade, porque viemos morar sozinhos, mas quero voltar ainda ano que vem, quero estudar mais, quero crescer e ter um padrão de vida bom, ótimo. Quero poder dar bons estudos para o Murillo como recebi, quero poder ser presente na vida dele ao mesmo tempo. 
Mas acima de tudo eu quero SER FELIZ, foi isso que eu optei quando decidir que eu iria enfrentar tudo por ele e por mim. 

A vida nunca é fácil para ninguém e só alcança quem corre atrás. Então meninas, deixe ele com vó, com sogra, com quem puder, não se culpe, isso é para a vida de vocês dois. 

Feio é não ser mãe nunca, agora ser mãe e não abandonar a sua vida não é feio! É preciso!
Não tenho medo de ir para escola grávida, isso não é doença. 

You Might Also Like

6 comentários

  1. Nossa você foi muito forte e corajosa..
    Tem muitas meninas que quando engravidam deixam de ir para a escola,
    mal sabem elas que é um atraso horrível. Hoje em dia estudo é tudo, e se quisermos ter algo no futuro, uma vida melhor é necessário Estudar..

    Parabéns por não desistir!!

    Beeijos

    ResponderExcluir
  2. Amiga parabens pela garra, pelo esforço e pode ter certeza que com a vontade que vc tem de crescer, estudar e dar um futuro melhor ao seu filho vc vai conseguir.
    Pois Deus está ao seu lado irá te amparar e abrir portas =)
    bjooo
    Aaa eu estou na faculdade, indo pro 3° ano o Gui irá nascer agora em Novembro e só quero ver como vai ser ano q vem, OMG rsrsrs
    bju
    http://jessicaegregory.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. meus parabéns amiga
    como toda
    dificuldade
    não desistiu

    linda noite bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Quantas coisas conseguiu vencer, que bom que venceu a maior que era ver que precisa voltar a viver e não se culpar tanto. Com certeza nos mães buscamos sempre o melhor para eles. Amei o post, muito guerreira por não ter desistido. Bjs
    Vivi e Isaac

    ResponderExcluir
  5. Oii Ca seu blog é lindo.. entrei nele pelo comentário que você deixou no meu blog sobre a palha italiana da Thais... hahaha
    Nossa passei por varias coisas que você passou,inclusive pela volta as aulas.. É horrível né.. :/
    Vou continuar acompanhando.. beijos ;D

    ResponderExcluir
  6. Lindooo demais Ca, que orgulho de você! :)
    Parabéns!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!