amamos

A história que poucos sabem...

23:27

Essa história eu queria escrever aqui a muito tempo, mas cada palavra tem que ser muito bem pensava, antes de escrever. Algumas pessoas que leem esse blog, podem acabar contando uma história completamente diferente. 


Com 15 anos eu era uma adolescente, comum, muitos amigos, adorava ir para escola "bagunçar", dormir a tarde toda e tudo mais. Trabalhar e assumir uma responsabilidade passava longe da minha cabeça. Então em Janeiro a minha mãe descobriu uma doença crônica, num estado gravíssimo, no dia que foi no pronto socorro já ficou internada e permaneceu lá por uns 3 ou 4 meses fazendo o tratamento intensivo, e dai vem toda a responsabilidade e a minha maturidade. Eu ia alguns dias dormir com a minha mãe no hospital e era uma disputa para não demonstrar desespero ou medo, todas as noites depois que eu percebia que ela já havia dormido, eu chorava MUITO. Sozinha, vendo tv, ou escrevendo numa página do Word no computador do quarto do hospital, e porque eu chorava? Porque eu jamais havia pensado que um dia poderia perder a minha mãe, sabe quando você enxerga uma pessoa como um Deus, tipo isso. E do nada, num dia ela estava num hospital e eu ouvi de um médico que o caso dela era gravíssimo, e chora naquele momento não ia adiantar. Então eu fui por outro lado, e agradeci por ter meus irmãos e meu pai, juntos a gente tinha uma força tão grande. E eu olhava para ela e pensava:  O que vai ser de mim, com 15 anos?  Nem sei o que acontece na empresa, como vamos nos virar? Ela é tudo, nossos pés, nosso coração, nosso sorriso. Eu não queria sair de lá. 
Parecia que nada tinha graça, ir para escola era FODA, juro, FODA! Meus amigos sumiram, muitos eu acho que nem sabem de tudo isso, e só restou minha irmã, mu irmão e meu pai. E juntos a gente passava finais de semana no hospital, até ir comprar filmes fomos e ficamos domingo inteiro vendo filme com ela nós 3 juntos, acho que nunca havíamos feito isso.
Aqueles dias pareciam que não acabavam nunca, parecia que o tempo não passava!

No dia em que recebemos a melhor notícia do mundo, minha mãe havia tido uma melhora inacreditável e iria para casa, juro, meu coração não bateu tão rápido e eu nunca me senti tão feliz (até o dia do nascimento do Murillo!). 

Em casa foi uma festa, todo mundo entrou no regime que ela precisava fazer, lembrávamos ela do remédio toda hora, e parecia que minha vida tinha voltado ao normal! Ter minha mãe em casa era MARAVILHOSO! Nasci de novo, acho que meus irmãos também. 

Melhoramos na escola e conseguimos passar de ano, os três, apesar de todas as faltas! E de lá pra cá a gente vem convivendo com essa doença, cada consulta uma surpresa, cada mês, cada ano uma vitória. Minha mãe hoje não aparenta ter nenhuma doença, ela continua a mesma mulher MARAVILHOSA de sempre, cada dia mais linda! 

Só gostaria de contar isso, para pedir para vocês todas meninas... deem valor a mãe de vocês, todos os dias, todos os minutos! Hoje a gente trabalha juntos, eu moro separado, mas cada dia longe dela me dá um aperto no coração. 
Não sou nada sem ela! 
E faria tudo para curá-la dessa doença chata, que deixa ela triste as vezes de saco cheio dos remédios, mas não posso, então o que eu faço? 
Dou amor, dou carinho e atenção!

E em 27/12/2010, dei uma esperança e mais um amor incondicional para ela o Murillo, foi um susto foi, mas também veio no melhor momento do mundo, para nos lembrar ainda mais que MILAGRE existe!! E que nada é impossível!!







You Might Also Like

7 comentários

  1. Linda história! Me emocionei!
    Que bom você valoriza a sua mãe ainda mais, pois mãe é tudo mesmo!
    Eu amo a minha é tudo na minha vida!
    Bjos
    Tatty
    http://diariomaedeprimeiraviagemtatty.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A vida prega cada susto na gente. Mas o importante é reagirmos e tomarm0s as rédeas da vida
    bjos
    #amigacomente
    www.mamaeneura.com

    ResponderExcluir
  3. Que emocionante, eu perdi minha mçae quando meu filho tinha 1 ano e 3 meses e foi a pior coisa que me aconteceu porque eu perdi o chão, graças a Deus sua mãe está api e curta, curta muito!

    Keka
    http://testdrivemami.com.br
    Mothers & Bloggers

    ResponderExcluir
  4. Linda a tua história, que bom que a tua mãe tá conseguindo manter o tratamento, aproveite todos os momentos ao lado dela, viver perto de quem amamos é muito bom.
    Bjs
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  5. ' que história linda, temos que saber dar valor a mãe que temos, afinal MÃE só temos uma né, tenho ctz que td esta dando certo pq Deus esta no comando, e claro o amor da família tbm né que é super importante.. mt emocionante, beijs o seu bebê é lindo, parabéns mamãe (:

    http://raqueljavanine.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Que lindo!!!
    Mãe é tudo mesmo!!! Meus pais são meus melhores amigos. Faz 3 anos que moro em outro Estado, no RJ, e não tem um dia que eu não fale com a minha mãe. Às vezes ligo, 2, 3 vezes. Nós já morremos de saudades uma da outra e agora com meu bebê de 5 meses ela sofre ainda mais. Parece uma mãe que é separada do seu filho...mas a vida é assim...

    Beijinhos e estou te seguindo
    #amigacomenta
    www.muadie.com

    ResponderExcluir
  7. ah amiga que lindo relato
    isso mesmo dê muito amor carinho e atenção
    faça o seu possível, agora
    linda semana bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!