Blogagem Coletiva

"Amor em Pedaços" - Esperança - Blogagem Coletiva

09:30

Me identifiquei muito com essa BC porque, por um longo período da minha vida, eu fui meio que OBRIGADA a descobrir o verdadeiro significado da palavra ESPERANÇA. Bom, a história é um pouco longa, mas como comentei com a Ana Paula, isso é uma coisa que parece que meu coração pede para desabafar. É tão gostoso contar, quando a gente acredita e ve que só depende de nós. Vamos lá.
Eu tinha 15 anos, voltei da escola cheguei em casa e perguntei pela minha mãe, que havia ido para o hospital de manhã para ver sobre uma hepatite, que achamos que ela tivesse, quando ouvi somente essa parte "sua mãe está internada." A primeira coisa
que veio na minha cabeça de adolescente, "ela deve estar fazendo alguns exames, sei lá!". Liguei para o meu pai, ele disse que estava vindo nos buscar para ir vê-la, quando chegamos lá, o médico chamou todo mundo, explicou que a doença da minha
mãe era GRAVISSIMA e que ela já estava no soro com a medicação, que não tinha previsão para sair do hospital e que também não era hora de pensar nisso, deveriamos pensar no dia de amanhã para que a medicação fizesse efeito, porque se não ele não teria mais o que fazer. Lembro de entrar naquela sala de medicação, ver minha mãe arrumada como ela sempre gostava de ir trabalhar, ela nos olhou com uma cara de "preciso ser forte e não demonstrar nada para eles!", lembro de pegar o notebook dela, umas coisas na bolsa e fomos para casa buscar suas roupas para ficar no hospital. Chorei a tarde inteira em casa, senti que perderia ela a qualquer momento, foi a pior sensação do mundo, nenhuma coisa boa me vinha a cabeça, somente coisas ruins.
Comecei a conversar com minhas amigas e contei do que aconteceu, todas elas me diziam, "amiga vai ficar tudo bem, calma!". Minha vontade era passar todos os minutos ao lado da minha mãe no hospital, mas eu não poderia faltar tanto na escola, ai sempre revezávamos eu e minha irmã, um dia eu ficava no outro ela. Lembro que a noite, quando eu fingia estar dormindo, ouvia minha mãe chorar muito e pedir a Deus para não nos deixar daquele jeito. Minha mãe nunca nos obrigou a trabalhar, sempre nos aconselhou a ir, mas como sabiamos que não precisavamos, não iamos quase nunca sabe. Depois daquela noite, lembro de ter conversado com a minha irmã e contar, no mesmo dia, parecia telepatia minha mãe pediu para que fossemos para a empresa para começar a aprender tudo porque não sabiamos o dia de amanhã. Fomos, chorei todos os dias depois disso, eu realmente era uma inútil,não sabia nada, todos nos rotulavam e tivemos que aprender tudo na briga. Aprendemos, lutamos, fizemos tudo de uma vez, cuidar do meu irmão, da minha mãe, da escola e aprender as coisas na empresa. Nesse momento da minha vida prestes a perder a minha mãe, eu descobri o verdadeiro significado da palavra ESPERANÇA. Minha mãe saiu do hospital porque havia melhorado um pouco e poderia fazer o tratamento de casa, depois dessa primeira melhora dela, eu comecei a ter uma ESPERANÇA surreal em qualquer obstáculo, tudo teria uma solução, e sempre achei que tudo aquilo estava acontecendo por algum motivo, para que algo muito melhor viesse depois, para que a gente aprendesse algumas lições que deixamos passar quando tentaram nos ensinar quando estavamos na MELHOR!
Depois de tudo isso, minha mãe melhorou 90% da sua doença, porque é uma doença crônica e não tem cura, só tem como ser controlada. Começamos a trabalhar nós três juntas (eu,minha mãe e minha irmã) força em triplo. Nos tornamos muito mais amigas em tudo.
Nossa ESPERANÇA se multiplicou por MIL. E vencemos TUDO, tudo o que nos apareceu nos vencemos. Sempre pensando em uma luz no fim do túnel.
E depois de tudo isso, eu engravidei. Não num momento tão propício porque estavamos loucamente focadas no trabalho, sem parar um minuto, eu estava no começo do 2º colegial na escola. Mas quando o Murillo nasceu, descobrimos que ele era o PRESENTE, a luz que estavámos enxergando, ele nos trouxe mais vida, mas um motivo para ter ESPERANÇA em algo melhor, um mundo melhor, pessoas melhores, dias melhores, meses melhores. E depois que 2009 acabou tudo melhor, 2010 foi MARAVILHOSO, 2011 foram só conquistas e 2012 PERFEITO!

Assim, eu descobri, que parar é morrer. Perder a ESPERANÇA é para pessoas fracas, e ver sempre um luz e LUTAR é para as pessoas
FORTES, DETERMINADAS E ABENÇOADAS!
Acreditar demais, sempre ajuda. Viver, sorrir e encarar cada momento com determinação nos faz mais fortes!
Quando te dão um tombo significa que você é forte para levantar!

Hoje eu sou FORTE, FELIZ E POSSO TUDO! Eu conseguireiiiii TUDO!

You Might Also Like

8 comentários

  1. Lindo seu relato. A esperança nos move, nos dá força para lutar diante as dificuldades da vida. Também participo desta blogagem coletiva.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Ca,
    Lindo post! Muito inspirador!
    Adorei!
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Camila, um difícil mas lindo aprendizado. Além de esperança de muita união e força.
    Você desabafou de uma maneira que nos emocionou, nos tocou. Linda a tua participação.
    Se quiser conferir, a minha como "sem título".
    Beijo

    http://ladodeforadocoracao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Camila querida
    "O que me importa o tempo e o espaço,
    Se trilhei caminhos orvalhados
    Em busca do calor do teu abraço?"
    (Auxiliadora)

    ABENÇOADÍSSIMA, diria eu... Perfeita esperança cabe nos corações dos que amam e agradecem ao Autor da Vida plena!!!


    Concedei-lhe, ó Deus, prodigamente, o ORVALHO DO CÉU...
    Até o próximo mês, se Deus quiser!!!
    Abraços esperançosos de paz

    "Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo
    imperdível, ainda que se apresentem dezenas
    de fatores a demonstrarem o contrário."
    Fernando Pessoa.

    ResponderExcluir
  5. Realmente, a esperança é o combustível da vida, não há dúvida!
    Quem perde a esperança perde o sentido de sua vida; sem esperança viver não tem graça. A Esperança é a vacina contra o desânimo. Ninguém vive se não espera por algo bom, que seja bem melhor do que o que já conhece, já possui ou já experimentou.
    Daiane, alimente sempre sua vida com muita esperança!
    Não sei que tipo de doença a sua mãe possui, mas concluí que seja algo relacionado com a hepatite. A minha amiga Ana Flor é portadora de Hepatite C e mantém um blogue para mostrar um pouco do seu cotidiano e ajudar as pessoas portadoras da doença. Se você se interessar, visite o blogue dela Animando-C
    Obrigada por participar da coletiva!! Amanhã, às 18hs sai o tema da 4ª fase da Blogagem "Amor aos pedaços".
    Beijus,

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila,
    que força incrivel nas suas palavras!!

    Você me lembrou que eu sempre acho que tudo tem solução. Sou uma otimista irrecuperável. Jamais vou mudar de polaridade.

    Sua história me deixou muito feliz.
    Esperançosa!!
    Beijos.
    Rute

    ResponderExcluir
  7. Oi, Camila!

    Emocionante! Uma história de dor, de sofrimento, mas, acima de tudo de superação. E o melhor, é que houve crescimento, e conscientização.
    Sim, a esperança nos dá força e ânimo para prosseguirmos, e para ultrapassar as adversidades.
    Importa que creiamos que Deus está sempre no controle de nossas vidas, basta querermos.

    O Murilo é lindo! Que Deus continue abençoando a sua família!

    Grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!